Os Problemas Encontrados Quando Se Está Fazendo o Mestrado

Laura, 24 anos, solteira, entrou no mestrado logo após concluir a graduação.

Sua ideia inicial era arrumar um emprego, mas como o mercado de trabalho está em baixa por causa da crise econômica, teve que fazer pós-graduação, porque pelo menos tem a bolsa de estudo para se manter.

O valor da bolsa é baixo, mas é melhor ganhar pouco do que ter de voltar a morar na casa dos pais até arrumar um emprego.

Não aguenta mais viver as custas dos pais e tem enorme desejo de se tornar independente.

Gosta de seu trabalho, pois considera muito importante contribuir para o aumento do conhecimento científico, que é a base para uma sociedade mais igualitária e evoluída.

Porém, tem certa dificuldade para entender mais claramente como se faz uma pesquisa científica de qualidade.

A sensação que ela tem é que todos os professores e orientadores do curso, bem como seus colegas entendem do assunto, menos ela.

Muitas vezes chega até a sentir vergonha de fazer perguntas durante as aulas, com medo de ser ridicularizada.

Tem muitas dúvidas e quase ninguém para pedir ajuda.

Seu orientador nunca tem tempo, os professores explicam, explicam, mas na hora de executar surgem mais e mais dúvidas…

Quando conversa com seus colegas sobre esse problema eles dizem que é assim mesmo, pra ela ir fazendo a pesquisa, que no fim dá tudo certo…

Ela está muito insegura pois o tempo está passando e sente que sua pesquisa praticamente não sai do lugar, só anda em círculos.

Ela lê muitos artigos e livros, mas cada vez parece que tudo fica ainda mais confuso.

Ela está ficando muito ansiosa e isso tem atrapalhado até seu sono. Como resolver tudo isso???

Se você se identificou com essa situação, venha participar da OFICINA DOS ACADÊMICOS e execute seu mestrado de modo mais fácil, rápido e seguro.

Para participar basta você enviar mensagem por WhatsApp para (19) 99691-4180 informando seu nome completo e escrevendo OFICINA DOS ACADÊMICOS. Depois, adicione o número (19) 99691-4180 na agenda de seu celular, para receber o conteúdo da Oficina.

Forte abraço e seja muito bem-vindo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *